top of page
conto.gif

*E Então, É NATAL!*

(UM CONTO DE NATAL DIFERENTE.)

Por Nelmo José

nu-nat02.jpg

24 de dezembro. Já era quase meio-dia,  quando acordei! 

 

Pulei da cama feito um louco!

 

__"Meu Deus, tô atrasado! Tenho sair...!"__ gritei. Mal tive tempo de beber um gole de café.

 

__"Cadê a chave do carro!?"__ Procura daqui, procura dali e nada! Vinte minutos depois, encontrei a bendita, dentro da geladeira! Kkkk

 

Entro no carro, dou a partida, mas, ele não pegar!


Várias tentativas depois, enfim, o carro pega. Saio acelerado! Mas, a cidade tá um caos e o trânsito não corrobora. Acho que parei em todos os semáforos que tinha pela frente, até chegar ao meu destino, do outro lado da cidade. Fui ao Shopping, buscar Alguns presentes que havia deixado na loja de um amigo, no dia anterior. O  Shopping como sempre estava abarrotado de gente, a cidade inteira, ou pelo menos a metade da cidade estava ali, afinal era véspera de Natal. Mas, aperta daqui e aperta dali, consegui entrar. Entrei, pego os presentes, mas mal consigo carregá-los dentro do shopping, acho que era uns 10... ou 15 pacotes, cada um, maior que o outro (Juro que não me lembrava que eram tantos assim)! Sabe aquela sensação de está sendo observado por todo mundo? Notei

que as pessoas, me olhavam com os olhos arregalados e meio esquisitos. "Mas, não me muita bola! Estava com pressa! Provavelmente, devo estar parecendo uma árvore de Natal, carregando tantas sacolas e pacotes de presentes". __ pensei.

 

Coloquei o presentes no carro e dei a partida. Desta vez, graças a Deus, o carro pegou primeira.

 

__"Agora é o supermercado!  Tenho que comprar algumas "coisas", para a ceia de logo mais..."

 

Mas, foi no estacionamento do supermercado, foi que eu percebi que a situação era pior do que eu Imaginava. Se metade da cidade estava no Shopping, e a outra metade estava ali... não havia vaga para estacionar. Mas, de-repente, num tremendo golpe de sorte, um carro saiu e eu apressadamente, peguei a vaga. (Acreditem! Milagres de Natal, acontecem... Kkkk). Apesar de se tratar de um grande atacadista, com um galpão enorme, foi lá dentro que eu vi que a situação, não poderia ficar pior do que já estava! As filas que levavam aos caixas, eram quilométricas, os corredores parecia ser um formigueiro em ebulição, com  centenas de pessoas  carregando centenas de caixas  e pacotes para todos os lados. Era um  verdadeiro fuzuê, simplesmente, não cabia mais ninguém!

__"Jesus Cristo"! Mas, fazer o quê, tenho que encarar essa loucura!" __exclamei. Mergulhei de cabeça naquela bagunça, e de prateleira em prateleira... de fila em fila, fui enchendo o meu carrinho de supermercado. Novamente, sentir os olhares curiosos e espantados das pessoas sobre mim, como lá no Shopping. E Sem entender o motivo daqueles olhares, continuei a fazer as minhas compras... (carnes, queijos, bebidas, frutas e doces... e pronto! Acho que era só...).

Mas, chegar no caixa, não foi uma tarefa nada fácil, acho que fiquei mais de uma hora na fila, esperando em ser finalmente, atendido! Fui atendido. De-repente, uma torrencial chuva dessas típicas de verão,  começou a cair, bem na hora que estava saindo do supermercado, uns 20 longos minutos de aguaceiro, impediu que todo

mundo fosse para seus carros no estacionamento. Enfim, a chuva estiou...

 

Agora, era tentar encaixar as compras do supermercado com os presentes do Shopping. Não foi fácil, consegui... Com o trânsito estava pior do que antes, devido a chuva que ainda insistia em cair. Cheguei em casa, já cansado daquele dia que estava longe de acabar... e comecei a tirei as compras do meu pequeno Fiat  Uno. E ao passar em frente ao espelho da sala, foi justamente aí, que só entendi o porquê que as pessoas me olhavam de maneira esquisita...

 

EU ESTAVA NU! 🤦🏻‍♂️

 

FELIZ NATAL A TODOS!

 

SALVE O NATURISMO BRASILEIRO!🇧🇷

 

Nelmo José Divinópolis/MG

nu-nat01.jpg

(enviado em 1/12/23 via WhatsApp)

ecologo1.gif
bottom of page