top of page
logob10a.gif

Edição nº 269 - Abril de 2023 - ano XXIII

Matérias inseridas no portal do jornal OLHO NU no mês de Abril de 2023 na íntegra.

edotorial.gif

As novidades desta edição

topo

A Agal (Amigos da praia da Galheta) pede socorro para a praia da Galheta, em Florianóplis, em Santa Catarina. Há um projeto de lei que precisa ser derrubado na Câmara de Vereadores do município, que extingue a prática do naturismo no local. Haverá audiência pública no próximo dia 26 de abril, a AGAL convoca os naturistas para participarem da sessão na Câmara de Vereadores. Leia detalhes em NATAssociações.

Neste sábado a praia das Dunas comemora 24 anos de liberação para o Naturismo, em Massarandupió, no Norte da Bahia. 

 

Começou o Outono. Com ele vem as baixas temperaturas, mas também dias lindos e com céu azul. É hora de frequentarmos as áreas naturistas fechadas que podem oferecer um aconchego a mais, com calor físico e humano. Distribuídos ainda apenas por poucos estados brasileiros, mas podem receber visitantes de todo o país. É só procurar as informações em nossa NATAgenda e não perder a oportunidade de conhecer o Naturismo com toda sua força e fraternidade. 

 

Céu azul sem nenhuma nuvem, sol forte no primeiro domingo do Outono, mar tranquilo, vento quase inexistente. Este foi o cenário climático que abençoou mais um grande momento do Naturismo

Img.: Márcia Mística

ilha05.jpg

Izlene Cristina reencarnou a dançarina Luz del Fuego durante a visitação das pessoas na Ilha do Sol

brasileiro. Fazer um passeio cultural à Ilha do Sol. Local icônico onde viveu Luz Del Fuego até o final trágico de sua vida e onde estabeleceu a primeira “colônia” naturista da América Latina. O jornal OLHO NU acompanhou os treze intrépidos que se deleitaram com a magnífica aula do guia-historiador Marcelo Spohn, que trouxe os mínimos detalhes da vida da pioneira do naturismo brasileiro. Foram apenas algumas horas, mas que marcarão para sempre os visitantes. Veja em NATEvento.

Criança e Naturismo. São duas palavras que deveriam ser complementares. No entanto, no Brasil, ainda é muito difícil encontrar crianças de todas as idades participando juntamente com seus pais dos encontros e eventos, assim como nas praias naturistas. Infelizmente existe preconceito tanto por parte da sociedade "têxtil" quanto por parte de alguns no meio naturista. O que há de comum entre esses dois grupos é achar que o naturismo deveria ser direcionado apenas para adultos. Nelmo José, o mais novo colaborador do jornal OLHO NU, apresenta sua NATOpinião sobre este assunto.

Paulo Pereira leu o novo livro sobre Luz Del Fuego, lançado no Brasil no último dia 1 de março. Leu e gostou do que leu. Traçou algumas linhas analisando o texto do autor espanhol Javier Montes: "obra qualificada, detalhada, cirúrgica, concisa e nobre, de leitura apaixonante". Veja o que Paulo diz em NATLiteratura.

O jornal O TEMPO de Minas Gerais apresenta matéria com entrevistas com dois naturistas, um carioca que vive em São Paulo e outro mineiro, presidente de uma associação naturista naquele estado. Evandro Cruz, presidente da ANACE (Associação naturista do Ceará) concedeu entrevista ao portal G1, onde fala sobre a associação, os benefícios da nudez, preconceito contra o naturismo e outros assuntos. Matéria publicada no Portal Folha Vitória apresenta entrevista com Márcio Braga, um dos fundadores da praia naturista de Barra Seca, no Espírito Santo, e com Paula Silveira, presidente da Federação Brasileira de Naturismo, falando sobre as possíveis diferenças entre as expressões Naturismo, nudismo e naturalismo. Leia também Matéria da revista Veja, de autoria do repórter Duda Monteiro de Barros, que mostra uma nova lei da capital alemã que libera às mulheres a prática do top-less (ficar sem camisa e sutiã) em todas as piscinas públicas da cidade. Em De Olho na Mídia.

A nova edição, a de abril, do boletim FOCUS, editado pela Federação internacional de Naturismo está disponível para leitura. Esta edição mostra os resultados das diversas conferências dos Grupos de trabalho que analisam o estatuto da federação. Mudanças importantes estão sendo cogitadas.

A Federação Internacional de Naturismo completa 70 anos e organiza festa onde tudo começou, em Montalivet. Será em setembro. Veja como participar em NATNotícias.

Em Portugal, em julho, estará de volta a Légua Nudista Internacional da praia do Meco. Trata-se de uma competição festiva de corrida pela areia da praia. As inscrições estão abertas. Em NATEsporte.

Img.: Zilda Pavão

ilha08.jpg

A paisagem exuberante em contraste com as ruínas remanescentes produziram fotos sensacionais

Em Nudez & Sociedade encontre que haverá o Dia da Nudez, no México em duas cidades distintas: México e Guadalajara.

Já está marcada a data do novo evento do SPNAT, " A Festa do Avesso"

 

Quer saber como foi o evento FlashBack do NATParaná? É só acessar aqui. Se perdeu este, pode se programar para o próximo, em junho: Junina Naturista. A Campanha do Agasalho já começou na NATParaná. Quem for participar do próximo encontro do grupo poderá levar agasalhos para a campanha.

 

O Graúna faz encontro "ao natural" no início de maio.

A AmaNAT realizou atividade ambiental na praia das Dunas, a praia naturista de Massarandupió. Veja como foi.

 

A NatES convida frequentadores e amigos para participarem da Festa Junina Beneficente para a comunidade de Barra Seca no dia 24 de junho. Veja como participar colaborando com doações.

 

​A Festa do pijama será o tema do 16º encontro dos amigos naturistas da NATIbiúna, em maio.

A ANACE vai realizar o 2º Encontro Naturista - Anace Tropical, em maio, com uma programação super especial.

No último final de semana de maio mais uma edição do Nus no Rio, evento de Márcia Mística. Também se informe sobre mais um Happy Hour naturista em, abril.

 

A NATCop apresenta resenha do seu encontro realizado durante a Páscoa e convida os naturistas para se tornarem membros de sua associação.

 

O PlaNAT convidou para evento do feriadão de Tiradentes.

Img: Pedro Ribeiro

E vem aí o segundo passeio cultural naturista para a Ilha do Sol. Aguarde.

 

O jornal Olho Nu será atualizado durante todo o mês. Fique atento.

 

E vamos voltar a frequentar os eventos naturistas.

Boa leitura. Boa reflexão. Bom lazer.

 

Até a edição de maio de 2023.

 

Pedro Ribeiro

pedroribeiro@jornalolhonu.com

Editor

ilha09.jpg

A cobra, símbolo da dançarina Luz del Fuego, foi adereço para as fotos de muitos naturistas

cartas.gif
Saudações do Peru
cartas

Como un gran saludo para nuestro amigo Pedro de Asis Ribeiro, por esta gran revista naturista virtual, que apoya mucho en el desarrollo del NATURISMO para el Brasil y para todo el mundo. Un abrazo fraterno des Perú.

Daniel Pereda
Lima - Peru

(enviado em 2/04/23)

Naturista de Roraima

Olá Turma do Jornal Olho nu,

quero falar como é e foi meu entrosamento com o Naturismo. Eu conheci o Naturismo para saber quem era Luz Del Fuego e eu fiquei tão encantado pela historia dela que eu falei: quero praticar o Naturismo. Porém no meu estado, em Roraima, não tem clube nem praia para a prática do Naturismo. Por causa disso eu comecei a praticar dentro de casa, tomar banho de piscina e de sol despido, lavar a pia, regar as plantas do jardim da minha casa praticamente despido.

 

A sensação de ficar NU É DESLUMBRANTE e meus sonhos "naturísticos" são três: conhecer a praia Naturista de Tambaba, lá tirar uma foto na praia da minha esposa mostrando o famoso barrigão de grávida. Ela nua para mostrar, no futuro, para o meu herdeiro ou herdeira como era minha esposa e a terceira é participar da PEDALADA PELADA pois gosto de usar bicicleta e, pedalar despido para uma causa nobre, é DESLUMBRANTE

 

Então, é isso, galera do melhor jornal naturista do mundo que o JORNAL OLHO NU TENHA VIDA LONGA E PRÓSPERA, VIVA LUZ DEL FUEGO !

Gabriel Xavier
Roraima

(enviado em 2/04/23)

associa.gif

Galheta pede socorro: querem acabar com o Naturismo

agal
agal.jpg

Precisamos da sua ajuda. A natureza está em risco!

 

O naturismo é um tema querido a nós tod@s, praticantes e simpatizantes, e há algo precioso que nos une: a preservação da natureza. 
 

Mas o fato de podermos estar nus na praia e cuidarmos dela, zelar por sua integridade, nem sempre é bem visto, em tempos de famigerada especulação imobiliária. Como pretendem alijar os naturistas destes espaços? Ilegalizando-os. 

 

Precisamos da sua ajuda comparecendo no Plenarinho da Câmara Municipal de Florianópolis, dia 26 de abril, às 10 horas da manhã.
 

O Naturismo tornar-se ilegal na Praia da Galheta é a forma encontrada pelo poder preconceituoso e explorador de apossar-se da mata, da montanha e do mar. Nos tempos atuais, sabemos o quanto isto é possível. 

 

Some sua voz, seu protesto, sua presença comparecendo, ouvindo, se posicionando.

Agradecemos e a Natureza Agradece.

 

AGAL - Associação Amigos da Galheta

Endereço Plenarinho - CMF. Dia 26/04 às 10hR. Anitta Garibaldi, 35 - Centrohttps://maps.app.goo.gl/Y5iDc8DfGhA37V3w7 

(enviado em 20/04/23 via WhatsApp)

Aniversariantes do 2º bimestre na praia do Abricó

anabrico
2023bimetre02.jpg

(enviado em 3/04/23 via WhatsApp)

Venha comemorar os 24 anos da praia das Dunas como Naturista

amanat

(enviado em 24/04/23 via WhatsApp)

*2° ENCONTRO DE NATURISMO - ANACE TROPICAL*

Ânace
anace.jpg

O 2° ENCONTRO DE NATURISMO - ANACE TROPICAL é um dos nossos mais importantes eventos. Será um Fórum de debates sobre a filosofia Naturista com palestras informativas e claro, muito lazer e entretenimento para todos os participantes.

 

Precisamos debater pertinentemente sobre o tema e assim vencermos os grandes desafios que é ser Naturista no Brasil, bem como encontrar formas de avançarmos e sermos mais reconhecidos pelo nosso trabalho e pela nossa coragem de estarmos levantando uma causa que só traz benefícios e orgulho para todos nós.

TEMA: DESAFIOS E AVANÇOS NO NATURISMO

 

EVENTO DESTINADO A TODOS OS NATURISTAS E SIMPATIZANTES DA FILOSOFIA, ONDE SERÃO DISCUTIDOS TEMAS SOBRE O NATURISMO ATRAVÉS DE PALESTRAS, DEBATES E RODA DE CONVERSA.

 

TUDO ISSO EM UM LOCAL PARADISÍACO (CASA DE PRAIA), COM UM BELO CENÁRIO DO MAR DE IPARANA-CAUCAIA-CE.

 

TEREMOS TAMBÉM PAINÉIS COM PALESTRAS, ATIVIDADES E ENTRETENIMENTO:

 

PALESTRA SOBRE O NATURISMO NO BRASIL COM O PRESIDENTE DA ANABRICÓ-RJ PEDRO RIBEIRO.PALESTRA SOBRE VIDA SAUDÁVEL (NUTRICIONISTA)AULAS DE YOGA

KARAOKÊ PROFISSIONAL
MASSOTERAPIA
GINÁSTICA AERÓBICA (RITMOS ANOS 80)
AULA DE ZUMBA (RITMOS DIVERSOS)
DJ RAVENGAH (ANIMANDO A FESTA DE SÁBADO A NOITE)
COLETA DO LIXO NA PRAIA ONDE ACONTECE O ANACE TROPICAL 

 

VALORES:
 

ASSOCIADOS COM SELO 2022/2023 - R$ 170,00
 

NÃO ASSOCIADOS - R$ 200,00
 

DAY USE - R$ 160,00

 

INFORMAÇÕES E RESERVAS:
(85)-9.9674-2973
(85)-9.9668-0228
PAGTO CHAVE PIX: 49.496.457/0001-28

anace01.jpg

(enviado em 10/04/23 via WhatsApp)

Encontro "ao natural" no Graúna

grauna
grauna.jpg

(enviado em 27/04/23 via WhatsApp)

Festa junina beneficente em Barra Seca

barraseca-junina
barraseca.jpg

(enviado em 25/04/23 via WhatsApp)

Páscoa na NATCop - a resenha

natcop

Por Cristiane Pires

No final de semana prolongado de feriado de Tiradentes, realizamos o Encontro de Páscoa Nat Cop, Associação de Naturista do Centro Oeste Paulista. 

 

Entre as várias atividades realizadas destacamos, comemoração dos aniversariantes do mês,  entrega de ovo de Páscoa, caracterização e danças de povos indígenas, entrega de carteirinhas aos novos participantes, uma Live abordando o feriado do Dia de Tiradentes, o Dia da Terra, Abril Laranja, Povos Indígenas e Dia da Jardinagem Nua,  cantinho da caipirinha,  cantinho do café, campanha solidária, sessão de fotos no por do sol, que é a maior representatividade da Nat Cop, brincadeiras e interação na área da piscina inclusive com um show de moda da viola, e claro, como sempre nossas deliciosas refeições, destacando feijoada, comidas indígenas, petiscos com patês, e o melhor, pastel e caldo de cana. 

 

As atividades foram realizadas em uma nova chácara, com exuberante natureza, na cidade de Avaí ao lado de Bauru SP.  


Parabenizamos a diretoria da Nat Cop que vem desempenhando um excelente trabalho no naturismo e agradecemos a todos os amigos participantes. 

Convidamos os leitores do Jornal Olho Nu a participarem do nosso próximo evento: "Arraiá Nat Cop"  a realizar-se nos dias 17 e 18 de junho. Se programe!!!

(enviado em 25/04/23 por Cristiane Pires,  diretora de Publicidade da Nat Cop via Whatsapp

Festa do Pijama na NATIbiúna

natibiuna
natibiuna.jpg

(enviado em 11/04/23 via WhatsApp)

Junina Naturista no NATParaná

natparana-junina
natparana05.jpg

Estão abertas as reservas para a Festa Junina Naturista do Grupo NAT-PARANÁ nos dias 03 e 04 de junho.

O encontro será em um sítio alugado na região de Mandirituba- PR

 

* Portadores do Passaporte INF:
- Passar o final de semana nos quartos coletivos: R$ 160,00 por pessoa
- Para passar o final de semana acampado no sitio: R$ R$ 120,00 por pessoa

 

* Não federados e sem vínculo com a FBrN:
- Passar o final de semana nos quartos coletivos: R$ 180,00 por pessoa
- Para passar o final de semana acampado no sitio: R$ R$ 130,00 por pessoa.

 

Teremos  tirolesa, piscina aquecida, trilhas, festa junina... comidas típicas, calor humano, diversão e muitas surpresas.                           

 

- Day use: R$ 80,00

 

Observação:

- Café da manhã coletivo no domingo;
- Demais refeições inclusas.
- Levar bebidas da sua preferência.
- Levar roupas de cama e banho, travesseiro.

 

Não deixe para a última hora, pois as vagas são limitadas!
Informações e reservas pelo whatsapp 41-9151-7334 (Léo Spinola)
Esperamos por vc. 
A sua presença é muito importante.

(enviado em 14/04/23 via WhatsApp)

Campanha do Agasalho no NATParaná

agasalho
natparana06.jpg

Campanha solidária do grupo NatParana.

 

Se você está aquecido neste inverno compartilhe este calor em forma de doação.

 

Repartir é um ato de amor.

 

Olá amigos naturistas...

 

No próximo encontro do grupo NatParana estaremos recebendo doações de roupas e agasalhos a serem entregues a uma instituição filantrópica.

 

Vamos aquecer o inverno dos menos favorecidos.

 

Contamos com a sua colaboração.

 

#naturismo
#juntossomosmais
#natparana

(enviado em 21/04/23 via WhatsApp)

Festa Flashback em abril - a resenha

flashback
natparana02a.jpg

Cerca de 40 naturistas estiveram presentes prestigiando mais um encontro do NatParana, no primeiro final de semana de abril. Alegria, diversão, acolhimento, emoção não faltaram. 

Tivemos sorteio de vários brindes ofertados pela diretoria. O casal Mary e Je distribuíram lembrancinhas. Josi e Sérgio prepararam o almoço de sábado com um banquete de massas caseiras e variados molhos. Everson fez a alegria de todos com uma deliciosa quirera e o que falar da galinhada servida pelo casal Ana e Rafael. A turma da cozinha animada... fez a diferença preparando refeições deliciosas. Elizeth, Simone e outros... nossa gratidão.
 

Desta vez tivemos uma grata surpresa com naturistas casados que levaram seus companheiros, filho e companheira para vivenciarem o naturismo social pela primeira vez.
 

A noite de sábado foi animada com o baile dos anos 80 e 90... variados petiscos... caldo verde... divertindo a todos e todas.

 

Nove naturistas vivenciaram pela primeira vez a  nudez social... interagindo com todos e todas. A piscina aquecida foi a preferência da maioria... onde o tempo aberto... sol e calor fizeram a diferença. 

natparana03.jpg
natparana04.jpg

O secretário Leonardo... mesmo não gostando de falar (rs rs) fez um discurso que emocionou a todos e todas.
 

O que falar da tirolesa... pura emoção e muita adrenalina.
 

Agradecimento especial aos amigos irmãos naturistas de Aparecida- SP, Joinville- SC, Blumenau- SC, Foz do Iguaçu- PR, Cascavel
 

NatParana crescendo. 
 

A cada  encontro... novos participantes. Fazendo a diferença. Desde já agradecemos pela confiança, pela participação, pela interação e diversão.
 

#naturismomuitomaisquem
enosroupas
#juntossomosmais
#natparana
#FBrN

natparana01.jpg

(enviado em 03/04/23 via WhatsApp)

Feriadão Nu PlaNAT - A RESENHA 21 a 23/04/23

planat
planat.jpg

(enviado em 1/04/23 via Whatsapp)

Encontro Naturista com "festa do avesso"

spnat
spnat.jpg

SPNat –  06 e 07 de Maio/2023

VALORES POR PESSOA PARA O FDS

*Festa do Avesso* 👔👗

O encontro conta com debates e bate-papo sobre o que tem de mais atual no naturismo, teremos também atividades como jogos, vôlei, piscina, trilha e banho de riacho.

 

Vamos lá pessoal, você vai perder essa? 
 

Teremos nossa tão esperada e tradicional festa do Avesso, onde homens viram mulher e as mulheres viram homem, venha participar e se divertir nesse maravilhoso encontro.

 

Sempre contamos com novidades em nossos encontros. 

 

Os valores abaixo são individuais, ou seja, por pessoa.
 

Associados SPNAT  - aqueles que compraram a associação 2022/2023 do SPNat:
🏠 casa= quartos, terraço ou sala de TV: 185,00
⛺ barraca 170,00
⛱ Day Use 155,00

 

Federados - das associações ligadas a FBrN_ – que compraram o selo 2022/2023: 
🏠  casa= quartos, terraço ou sala de TV: 215,00
⛺ barraca 190,00
⛱ Day Use 160,00

 

Não federados  -
🏠 casa= quartos, terraço ou sala de TV:  235,00
⛺ barraca 210,00
⛱ Day Use 175,00

 

Day use = apenas passar o dia, seja sábado ou domingo Incluso no fds - estadia e refeições sábado e domingo. 
Reservas até 24/04/23, pelo whatsapp 11-98308-6966

(enviado em 8/04/23 via WhatsApp)

registro.gif

Nova edição do Nus no Rio

nusnorio

Encontro Naturista no Rio de Janeiro  27 e 28 de maio 2023.

Camping R$150,00 solteiro.

Camping R$270,00 casal

Quarto R$370,00 casal.

Quarto  R$200,00 Solteiro

Contatos com Márcia Mística: +55 24 99864-6484

(enviado em 13/04/23 via WhatsApp)

Happy Hour naturista em São Paulo

happyhour
happy-01.jpg
happy-02.jpg

Atenção: a entidade que promove este evento não é filiada à FBrN

(enviado em 1/03/23 via WhatsApp)

historia.gif

Vem aí o segundo passeio naturista para a Ilha do Sol: aguarde

nathistoria

(enviado em 11/04/23 via WhatsApp)

inf-noticias.gif

Dia Internacional de Naturismo deste ano

dia-internac

Federação Internacional de Naturismo lembra a data de comemoração do Dia Mundial de Naturismo deste ano, para o Hemisfério Norte, 4 de junho.

Não se esqueçam de reservar a data, onde estiver, para celebrarmos esta data tão representativa, a qual pretende assinalar a prática Naturista e celebrar todos aqueles que se dedicam à sua prática no hemisfério norte do planeta.

A foto ao lado foi capturada na praia do Abricó na celebração do Dia Mundial do Naturismo, em 2005.

dianatur08.jpg

Nova edição de Focus no ar

focus

Focus, o boletim informativo da Federação Internacional de Naturismo está com a edição de abril disponível para leitura, em cinco idiomas em seu website (inf-fni.org): inglês, francês, alemão, espanhol e português. Você pode ler a versão de sua preferência clicando sobre os idiomas. Facilitando seu trabalho o jornal OLHO NU disponibiliza a edição em língua portuguesa traduzida e editada pela naturista portuguesa Filipa Gouveia Esteves.

Leia nesta edição:

 

Atualização dos processos dos trabalhos dos grupos que forma formados durante o Congresso na Eslovênia para rever e atualizar o texto do estatuto da Federação internacional de Naturismo (INF-FNI), relatando já algumas decisões que poderão ser implantadas se aprovadas no próximo Congresso internacional, que será realizado no México em 2024.

Na matéria seguinte, Daniela Schleicher, líder do Grupo de Trabalho para a Juventude e presidente da Juventude Naturista Europeia (ENY), conta as dificuldades para conseguir aumentar o número de naturistas jovens nas associações e federações de todo o mundo e as razões por que isto acontece. E ela faz a pergunta que todos nós fazemos "onde estão nossos jovens?"

 

Na página seguinte, leia que uma conferência internacional subordinada ao tema “Desafios do Naturismo” concluiu que os naturistas individuais, as federações nacionais e a INF-FNI precisam fazer mais para divulgar mensagens positivas sobre o naturismo de forma mais eficaz.

focus-capa.jpg

Clique sobre a reprodução da capa desta edição acima para fazer o download.

(enviado em 7/04/23 via WhatsApp)

noticia.gif

Nota de Falecimento - João Olavo Rosès

falecimento

Infelizmente o jornal OLHO NU comunica a todos seus leitores que faleceu nesta manhã de terça-feira, 11 de abril de 2023, na cidade de Porto Alegre, RS, o ex-presidente da Federação brasileira de Naturismo João Olavo Paz Rosés.

João Olavo foi eleito em 2011 para seu mandato perante à FBrN, o qual exerceu de maneira ímpar por promover uma administração mais empreendedora e empresarial, voltada para ampliação de número de entidades filiadas, tendo percorrido todo o Brasil como se fosse um diplomata negociando com as possíveis associações para que se tornassem membros da federação. Outro destaque foi sua participação no IV Encontro Latino Americano ocorrido no Chile, quando foi juntamente com uma comitiva em um ônibus trailer, percorrendo em uma grande aventura rodoviária três países, até a Playa Luna, local do evento, em 2012.

Foi reeleito em 2013 como presidente, mas teve que cumprir licença médica em duas ocasiões. Mesmo assim foi responsável por ajudar a implantar várias novas áreas naturistas por todo o Brasil, com destaque para o complexo Ecoparque da Mata e Ecovila da Mata, no Norte da Bahia. Ficou no cargo até fevereiro de 2015.

joao-olavo.jpg

(enviado em 11/04/23 via WhatsApp)

Carteirinhas da Federação internacional poderão ser digitais e possuírem QRCODE

qrcode

O Comitê Central da Federação internacional de Naturismo está analisando a substituição dos selos impressos por códigos QR. Não se preocupe, ainda haverá a opção de imprimir os códigos como carimbo para aquelas federações que ainda quiserem ter cartões físicos. Mas o código QR permitirá que qualquer pessoa confirme a validade, mantendo a privacidade. Também facilitará muito para as federações que imprimem seus próprios cartões ou usam cartões digitais.

(enviado em 07/04/23 via FBrN)

Federação internacional de Naturismo completa 70 anos

70jahre
inf-70.jpg

A Federação Naturista Internacional está comemorando seu 70º aniversário de 7 a 10 de setembro e você está convidado! Para marcar a ocasião, estamos voltando para Montalivet, berço da INF-FNI, onde os estatutos originais foram assinados em 1953. Será um fim de semana prolongado de festividades e a CHM Montalivet oferece-nos tarifas especiais para as três noites. Convidamo-lo também a juntar-se às conferências que propomos, para falar do mundo naturista de amanhã. Para se inscrever, você encontra todas as informações na página dedicada do site do INF-FNI https://inf-fni.org/70th-anniversary-of-the-inf-fni/

(enviado em 07/04/23 via FBrN)

literatura.gif
natlitreratura

História Viva (2): Busca Perene por Luz

por Paulo Pereira

livro-luz.jpg

Capa do livro "Luz del Fuego" de Javier Montes lançado no Brasil no dia 1 de março de 2023

Decorridos mais de cinquenta anos de sua morte trágica, de seu efetivo assassinato cultural, lento e inescrupuloso, Dora Vivacqua, a famosa Luz del Fuego, continua lembrada, falada, buscada, analisada, cantada em prosa e verso, conforme ela previu, meio esquiva e misteriosa, atemporal… E, por certo, registra-se o desconforto dos eternos fariseus, que tentam reduzir Luz del Fuego a um simples mito, um ser imaginário, uma ideia incômoda, mas se perdem, se confundem, se anulam. Na realidade, Luz permanece Verdade Nua, irrecusável, fascinante, brilho de estrela inatingível!

 

A imagem multifacetada de Luz, inquietante, sabe estimular o talento e a imaginação dos ilustres escritores pelo mundo afora, uma busca iluminada, plena de conhecimento e sabedoria. E surge, afinal, a obra qualificada, detalhada, cirúrgica, concisa e nobre, de leitura apaixonante, do jovem autor espanhol Javier Montes, intitulada “Luz del Fuego”, tradução de Silvia Massimini Felix, Editora Fósforo, 280 páginas, 2023, um convite à reflexão madura, à liturgia histórica. Javier, lúcido e gentil, ao autografar um exemplar de sua obra para mim, Paulo, afirma sua admiração, pessoal, citando meu nome concretamente à página

256, como pioneiro, biólogo e jornalista, sempre em defesa da ideia nudista-naturista no Brasil, um reconhecimento acima da mera formalidade. Javier é autor afirmado, premiado ensaísta, historiador. E “Luz del Fuego”, parte de uma trilogia, um texto que se faz referência literária, que surpreende o leitor com sua precisão, com sua percepção apurada, mais do que uma biografia, um estudo respaldado, objetivo, que consegue, com simplicidade, nos trazer Luz del Fuego mais uma vez de volta, ao nosso pensamento, à nossa saudade.

             

Evito prudentemente fazer, aqui, uma análise mais rigorosa, até porque o talento de Javier fala mais alto, escrevendo sabiamente sobre alguém fora da jurisdição comum da sociedade. Luz não é um sonho, um pesadelo, uma simples utopia, uma extravagância, mas uma Verdade Nua, sem disfarces, sem falsos pudores, sem jeitinhos oportunos… E Javier percebe, com nitidez, a dimensão espiritual de Dora, de Luz, recriando diálogos, citando páginas escritas por Luz, despindo realidades. À página 123 do livro, Javier anota: “Porque se Trágico Black-Out, e a vida de Dora Vivacqua, naqueles anos, são um vaudeville, trata-se de algo sombrio. Ou talvez mais lucidamente que qualquer outro: mais consciente de que o gênero é, afinal, nada mais que uma variante camuflada da tragédia... As explosões desesperadas de paixão e desejo, e suas carreiras loucas, não tem outro objetivo nem fim a não ser o apagão inexorável, que espera atrás das janelas e das portas fechadas”… Javier afirma que Dora, na mocidade, por exemplo, lutou contra todos, e escreveu seu texto antitudo… A Nativa Rebelde permanece viva acima dos mais altos picos montanhosos, acima do trivial mofado, de gosto amargo… Luz sempre quis a fantasia consciente, a transgressão evolutiva, dando vez e voz à sua alma imoral, como diria Nilton Bonder, questionando a realidade estreita, obtusa, do velho establishment. A mulher-diabo, a mulher-cobra, nunca foi utopia, mas Verdade Nua!

Javier, no final do livro, escreve páginas reveladoras, definitivas, ainda meio surpreendentes para alguns. Em julho de 1967, Luz escreve um bilhete para o amigo Risetto, que Javier reproduz no texto: “A selva está maravilhosa. Venha, para que conversemos. Vamos sentar, à noite, nas rochas, para ver os cardumes de sardinhas refletindo a prata da lua. Venha, meu amigo”… A sensibilidade, a fala poética, os pequenos peixes a refletir o luar, a Natureza sempre exaltada. Essa é Luz del Fuego, uma chama infinita…. É disso que se trata, repito: a vida em tom maior!

luz-livro.jpg

Páginas ilustradas do livro de Montes

Tristemente, em 20/07/1967, veio o fim de uma era, a destruição de uma vida, um atentado à dignidade humana: o assassinato de Luz, cultivado pelos espíritos enfermos, pelas mentes soturnas, corrompidas, pelos sacripantas do ódio irracional! Morre o corpo efêmero, mas perdura a energia superior, atemporal, não-celular, em evolução… Luz incomodava os preconceituosos, os bons-moços arrumadinhos, príncipes da mediocridade reinante. O lento assassinato cultural é um atestado de cegueira intelectual e espiritual!... O infeliz bandido Gaguinho, trevoso, foi o executor final de um longo processo desconstrutivo. O assassino demoníaco, como destaca Javier, na figura notória do crime, um caso também psiquiátrico, um espírito das sombras nefastas... Javier, objetivo, comenta: “Que, na falta de palavras certas para descrever ou entender seu final (a morte de Luz) vem à mente a expressão feliz de Paulo Pereira (o “alemãozinho” amigo de Luz), biólogo e jornalista, e pioneiro da defesa do Nudismo no Brasil, que conheceu a Ilha do Sol em seu apogeu, e muitos anos depois, em 2017, aos cinquenta anos após a morte de sua fundadora, resumiu em duas ou três palavras muito simples: “Foi, disse ele, um lento assassinato cultural”… O reconhecimento histórico de Javier merece meu respeito, e nos remete à realidade dos fatos, longe dos disparates ridículos de alguns deslumbrados, que teimam desconhecer a história, a Verdade Nua! Alguns alienados chegam a falar em “primórdios”, em “pré-história”, em Naturismo totalmente diverso de Nudismo, uma heresia burra, procurando lucros fáceis, protagonismos vazios, e o pioneirismo, inclusive de Luz, menosprezado, destruído, esquecido. Mas a Verdade vence, e os testemunhos idôneos prevalecem! O texto de Javier Montes é superlativo, respaldado na história, uma referência.

Img.: Facebook - Appai

ilha-do-sol.jpg

A Ilha do Sol, residência de Luz del Fuego até o final de sua vida, hoje em dia é um local com ruínas. e abandonado pelo poder público.

Nas últimas páginas do livro, Javier brinda o leitor com considerações sobre a Natureza, o cultivo de orquídeas... E novamente Luz está ligada ao natural, à beleza selvagem das flores raras, e à dedicação de muitos livros, apaixonadas. Por feliz coincidência, como biólogo, inclusive, também tenho um interesse especial pelas orquídeas, além das samambaias e das grandes árvores da Mata Atlântica e da Amazônia... Javier nos fala de Rolf Altenburg, um cultivador de orquídeas

desde jovem, e faz uma observação preciosa, destacando a criação em laboratório, pelo referido Altenburg, de uma orquídea rara, especial, que recebeu o nome de “Luz del Fuego”, uma homenagem incomum, um reconhecimento efetivo da história icônica de Luz ligada à Natureza... Javier, didático, acrescenta pormenores da criação de Altenburg, um estímulo para os estudiosos, e recorda que Luz del Fuego foi tema da tese de doutorado da etnógrafa Aranguren, um dado eloquente da grandeza de Luz, “A Luz do Sol que ilumina toda a escuridão”... Javier Montes consegue um voo mais alto, destemido, na busca por Luz del Fuego, Mulher-Cobra, Musa de Paquetá, pioneira-maior do Nudismo-Naturismo do Brasil, meio e método eficientes para uma integração consciente e concreta, entre homem e natureza, um caminho nobre em vez de atalhos enganosos, especialmente num mundo repleto de artifícios, que não escondem do primata paradoxal, do bicho-homem, suas origens, sua nudez de nascença, sua mortalidade, seu parentesco genético com o chimpanzé, sua criatividade exacerbada, sua crueldade persistente, sua pequenez diante do Universo infinito... O texto do amigo Javier é mais um convite à reflexão madura, especialmente nesses tempos nebulosos, quando alguns (ou muitos) alienados procuram destruir fundamentos e verdades, um suicídio anunciado, sem volta… Dora Vivacqua, a minha amiga e mestra Luz del Fuego, brilha ainda mais, inatingível, fora da jurisdição do mundo, muito acima e distante da atuação negacionista das turbas iguaras, espiritualmente cegas, que não enxergam a Verdade Nua! O texto de Javier Montes, objetivo e lúcido, torna-se referência histórica, literária e cidadã para os estudiosos da vasta biografia de Luz delFuego, de fato um conjunto inquietante, e delicioso, de páginas bem escritas, inclusive com narrativas cativantes, como a anotada relativamente ao modesto jornal "A Ilha" de Paquetá, que prestou sua homenagem à

Luz delFuego em 2017, e não esqueceu de mencionar Leila Martins, figura ilustre, testemunha histórica… O texto de Javier registra até os chamados “anos dourados”, fala de Ipanema e do Arpoador, e vai direto ao encontro, precioso para mim, Paulo, da “juventude dourada, que vivia à sombra da Floresta da Tijuca e tomava banhos em suas cachoeiras”… Eu, Paulo, o “Alemãozinho de Luz”, estava lá, como a Natureza manda, sem lenço ou documentos… A floresta de mil encantos sempre foi meu xabono, minha casa selvagem, a Natureza indomável exaltada… Javier revive o passado de forma superlativa e faz da saudade um estímulo vigoroso para voos mais altos. 

Img.: Matinal jornalismo

javier.jpg

O autor Javier Montes é espanhol de nascimento

Post Scriptum: Recomendo modestamente aos estudiosos a releitura atenta do meu artigo publicado na edição de fevereiro de 2023 do “Jornal Olho Nu”, sobre a pioneira Luz delFuego. Como destacou Javier Montes, citando o icônico William Blake, “O caminho do excesso leva ao Palácio da Sabedoria, Exuberância e Beleza!”… É precisamente disso que se trata: não há demasia quando cultuamos a Verdade Nua!…

* Paulo Pereira é naturista, escritor e estudioso do

Naturismo no Brasil. Algumas de suas obras

podem ser encontradas na loja virtual Jornal OLHO NU.

Sua história no naturismo pode ser

encontrada na edição 261 - agosto de 2022 do jornal OLHO NU.

 

(enviado em 03/04/23 por Paulo Pereira)

evento2.gif

Revivendo o Naturismo na Ilha do Sol

natevento

Img: Jorge Araújo

ilha07.jpg

Por Pedro Ribeiro

Céu azul sem nenhuma nuvem, sol forte no primeiro domingo do Outono, mar tranquilo, vento quase inexistente. Este foi o cenário climático que abençoou mais um grande momento do Naturismo brasileiro. Fazer um passeio cultural à Ilha do Sol. Local icônico onde viveu Luz Del Fuego até o final trágico de sua vida e onde estabeleceu a primeira “colônia” naturista da América Latina.

 

Apenas 13 privilegiados se disponibilizaram a fazer o passeio. Não que não houvesse mais vagas (a meta era atingir no mínimo vinte pessoas), mas “infelizmente os naturistas reclamam de que quase não há oportunidades de eventos naturistas no Rio de Janeiro, mas quando os há não os prestigiam” reclama Márcia Mística, a incansável empresária que insiste em realizar eventos de qualidade para o público naturista.

 

Img: Cristiane Pires

ilha06.jpg

O guia-historiador Marcelo Spohn começou sua aula ainda dentro da barca Rio-Paquetá para uma plateia atenta e super interessada.

O Passeio cultural à Ilha do Sol começou na manhã de domingo, dia 26 de março, na Estação das Barcas, na Praça XV, no centro da cidade maravilhosa. O destino inicial foi Paquetá, bairro insular que, apesar da distância, pertence administrativamente ao centro do Rio de Janeiro. A barca com as 16 pessoas (as 13, mais três que faziam parte do evento)  partiu pontualmente às 8 e meia da manhã, com velocidade suficiente para alcançarmos o destino em cerca de uma hora.

Img: Jorge Araújo

ilha03.jpg

Os naturistas (ainda vestidos) foram transportados de Paquetá até a Ilha do Sol por duas lanchas, com capacidade para quatro passageiros em cada uma, com total segurança das normas de navegação marítima

O evento já começou, ali mesmo, dentro da barca. O guia Marcelo Spohn, fez uma grande exposição oral sobre a vida de Dora Viv’Ácqua, a Luz Del Fuego, a pioneira do Naturismo no Brasil. Uma verdadeira aula ouvida atentamente pelo grupo, que interagiu com o expositor de forma tranquila e informativa. Neste momento o foco foi sua vida na família no Espírito Santo, a adolescência conturbada, seu início como artista e seu destaque como mulher com pensamentos muito “fora da caixinha” da época em que viveu. Nem sentimos o tempo passar.


Em Paquetá duas lanchas a motor esperavam o grupo, capitaneadas pelo comandante Carlos César e por sua filha Dominique, também comandante. Apenas quatro passageiros por vez em cada barco. Portanto, foram feitas duas viagens por cada um para levar-nos de

Paquetá à Ilha do Sol. Viagem de cerca de 10 minutos sobre as águas calmíssimas da linda Baía de Guanabara, que, apesar de tudo, tem vida marinha intensa com peixes, tartarugas e biguás facilmente avistáveis.

A aproximação da Ilha é emocionante pela lembrança afetiva que traz a todos os naturistas. O desembarque é tranquilo. As ruínas da casa principal que ainda tem paredes e teto de pé estão muito mal tratadas pelo tempo e pela invasão da ilha por vândalos com pichações, fogo e quebradeira. Marcelo deu mais uma sensacional aula na segunda parte de sua intervenção, explicando a funcionalidade da casa na época em que Luz viveu. De cima do terraço mostrou onde se localizavam o salão onde eram feitos os bailes e as construções funcionais como a caixa d’água, vestígios de uma era que a sociedade brasileira havia feito questão de esquecer. Contou também as histórias sobre artistas famosos que visitaram a colônia nudista no seu auge e aqueles que foram impedidos de entrar por terem se recusado a tirar as roupas, regra exigida e cumprida.

 

Img.: Ricardo Gondim

ilha01.jpg

O grupo naturista visitou de forma emocionada cada detalhe do que restou das construções feitas por Luz del Fuego

Img: Jonatan

ilha04.jpg

A clássica foto naturista também não faltou neste evento

A Ilha do Sol, cujo nome oficial é Tapuamas de Dentro, tem um pouco menos que 1 km², pertence ao município de São Gonçalo, um dos que margeiam a extensa baía. É composta de muitas pedras gigantes e pouca areia entre elas. Com vegetação típica de muitos cactos e algumas árvores resistentes ao terreno arenoso e pedregoso. É habitada por muitos calangos, pássaros marinhos e urubus que devem ser atraídos pela grande quantidade de lixo deixada por visitantes irresponsáveis que menosprezam a história.

 

Na terceira intervenção do historiador Marcelo, ele conclui contando sobre os derradeiros anos de Luz Del Fuego, até seu brutal assassinato, cuja motivação é especulada até hoje, levantando-se hipótese de ter sido encomendada por poderosos que tinham receio da

divulgação de um suposto diário onde Luz contava sobre políticos influentes da época. Porém a história oficial conta que os dois marinheiros que a assassinaram, assim como ao caseiro que também morava na Ilha, tiveram motivações vingativas porque Luz os denunciara às autoridades por usarem métodos antiecológicos para pescarem.

Após as muitas fotos e exploração da Ilha os visitantes foram convidados para assistirem a performance da bailarina, atriz e cantora Izlenne Cristina, convidada especial para o evento, que vestida com folhas de vegetais e uma réplica de uma cobra representou Luz Del Fuego em suas danças sensuais, que transformaram Luz em sucesso total.

 

Por volta de uma da tarde, a empresária responsável pela maravilhosa manhã cultural e informativa, Márcia Mística, convocou a todos para o regresso à Paquetá, encerrando então a rara, inesquecível e necessária atividade naturista.

ilha02.jpg

Img.: Márcia Mística

A dançarina Izlene Cristina fez uma apresentação lembrando os passos de Luz del uego

Os participantes deste primeiro passeio naturista à Ilha do Sol, promovido por Márcia Mística, adoraram. Alguns deram seus depoimentos ao jornal OLHO NU. Começamos com a naturista empresária atriz Márcia Mística a seguir:

ilha-marcia.jpg

“Eu vivi horas de imersão sobre a vida da mulher que me inspirou a escrever  um espetáculo Luz Del Fuego Onde Tudo Começou  que conta a vida  até a morte de Luz Del Fuego e  revela o seu legado.  Foi muito agregador ocupar de forma natural  com outros naturistas a carater,  o que restou do clube naturista que foi sucesso em plena ditadura idealizado por uma mulher de vanguarda que trouxe a ideia de naturalismo e filosofia  naturista para o Brasil quando ainda nem se havia conhecimento desta prática.  Estar lá entre amigos vivenciando  a história contada pelo  competente historiador e guia Marcelo Spohn foi maravilhoso. E assim ficamos  imaginando  como tudo era maravilhoso naquele lugar que mesmo hoje já degradado pelo abandono histórico e pela poluição da baia de Guanabara  ainda é um cenário lindíssimo.”

A modelo Laís Aszmann  também falou ao jornal OLHO NU: “Pedro, estar nesse momento no lugar onde uma mulher incrível que deu história ao mundo e um espaço para termos voz, me trouxe mais energia ✨ para acreditar que devo continuar, mesmo que as pedras atrapalhem, sigo em frente acreditando que TD se transforma basta viver e gratidão Luz Del Fuego e por TDS vcs ❤ e a Márcia Mística por esse encontro e permitir conhecer cada vez mais o mundo e ter mais amigos 💫 e mais o guia Marcelo que agregou mais informações e mostrou mais conhecimento da história... bjs em todos 🥰”

ilha-lais.jpg
ilha-cristiane.jpg

A naturista Cristiane Pires, membro do Conselho Maior da FBrN e presidente do grupo NAT Ibiúna declarou: “Eu costumava dizer que meu maior sonho "Naturístico" seria conhecer a Ilha do Sol e graças a este passeio Cultural pude realizar este sonho. Foi muito significativo,  conhecer a Ilha onde viveu a precursora do naturismo e ao mesmo tempo compartilhar desta emoção com amigos que vivem a mesma filosofia. Uma frase marcante foi a fala da produtora do evento Márcia Mística "A Luz del Fuego deve ter ficado muito feliz com a nossa presença na Ilha do Sol,  porque além de conhecer a Ilha, praticamos o naturismo."

 

“Já conhecia muito sobre Luz del Fuego, através de livros e documentários, mas aprendi muito mais com o Historiador Marcelo Spohn. E uma cena maravilhosa na Ilha foi a performance da Luz del Fuego pela dançarina Izlene Cristina, com a minha cobra, rsrsrs... e no mesmo local onde a Luz del Fuego se apresentava na Ilha. Agora posso dizer que me sinto realizada naturisticamente".

O incansável Elvis Presley de Assis, que parece onipresente nos locais naturistas de todo o Brasil, conhecido como o Mochileiro, disse: “Luz Del Fuego. Ouvi história dela.Tudo começou há um tempo atrás e gostei da história dela. Eu e Cristiane🧜‍♀️  fomos até em Cachoeiro de Itapemirim, onde ela nasceu e cresceu também. Aliás a casa agora é uma escola.

 

Nesse encontro  acabei conhecendo onde foi a última parte de sua vida, demorou  mas valeu a pena conhecer  Quero  ainda continuar participando da história dela.”

ilha-elvis.jpg
ilha-ricardo.jpg

Outro participante, Ricardo Gondin, naturista associado à ANAbricó, disse: “A visita à Ilha do Sol, no domingo 26 março 2023, foi um momento realmente mágico. Homenageamos a pioneira naturista Luz del Fuego, visitando a ilha em que ela criou a primeira colônia de naturismo no Brasil. Foi uma intensa celebração da liberdade e da vida, com a nossa prática do naturismo naquele local histórico. Foi também um momento de festa e alegria, celebrando a amizade e o companheirismo que nós une.

 

Nossa gratidão à Márcia Mística, incansável líder e organizadora dos eventos, e ao guia Marcelo Spohn, historiador e pesquisador, que nos conduziu e orientou em mais essa aventura.”

(enviado em 1/04/23 por Pedro Ribeiro)

midia.gif

Entenda como funciona o naturismo e como ele tem atraído praticantes em Minas

midia-mg
Naturistas destacam benefícios da prática e explicam quais são as regras e a atuação dos praticantes

Por Jéssica Malta Publicado em 27 de abril de 2023 

Jornal O TEMPO

Matéria do site O TEMPO apresenta a história do jornalista carioca Airton Ribeiro, naturista filiado ao grupo SPNAT, que descobriu o nudismo quando morava nos Estados Unidos, estudava na Universidade Cornell e, de repente, começou um bochicho sobre um lago onde as pessoas iam sem roupa. Acabou indo, era um lago bonito, e passou quase todo o verão frequentando o local.

Quando retornou ao Brasil, após a experiência vivida nos EUA, Airton  descobriu um clube em São Paulo chamado Rincão Naturista. Foi passar um fim de semana lá e, a partir daí, foi pesquisando, conversando e acabou conhecendo o grupo SPNat.

O jornalista, que também frequenta encontros naturistas em Minas Gerais, ainda destaca outros pontos positivos do naturismo, como a aceitação em relação a si mesmo e ao outro.

A matéria também entrevista Derly Souza, fundador do grupo CONAT, em Minas Gerais. Segundo ele, o naturismo tem sido marginalizado principalmente pela associação errônea com outras práticas que também são aliadas à nudez.

Derly cita as normas do código de ética, que podem ser acessadas através deste link, diz que a prática também é envolta em uma série de outros cuidados que vão desde a escolha de um local seguro e reservado - em Minas Gerais, por exemplo, as reuniões costumam acontecer em sítios e locais alugados em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte - a entrevistas com interessados.

Leia a matéria completa em O TEMPO.COM.BR

(enviado em 27/04/23 via WhatsApp)

Associação naturista organiza eventos e defende nudismo como prática de bem-estar

midia-ce

Img.:: Laércio Fernandes/Anace/Divulgação

ceara.jpg

Naturismo é um tabu e ainda enfrenta muito preconceito, dizem membros de associação que defende o nudismo

Membros da Associação Naturista do Ceará (Anace), criada há três anos, defendem a prática da nudez para melhorar relações sociais e aceitação do próprio corpo. Para os integrantes, o nudismo traz maior integração das pessoas com a natureza e melhora autoestima.

A matéria publicada pelo portal G1 no dia 14 de abril de 2023, entrevistou o presidente da associação, Evandro Cruz, que explicou que a entidade surgiu da necessidade de um envolvimento maior das pessoas com a natureza. A associação promove eventos durante todo o ano, e os naturistas costumam se reunir, nus, em locais como chácaras e sítios. Trinta pessoas fazem parte da associação.

Evandro também a apresenta sua visão sobre os benefícios da nudez, o preconceito contra o Naturismo que ainda persiste e lamenta a falta de praia de nudismo oficial no estado do Ceará.

Leia a matéria completa no G1 em Associação naturista organiza eventos e defende nudismo como prática de bem-estar | Ceará | G1 (globo.com)

(enviado em 14/04/23 via WhatsApp)

Em Berlim, a liberdade de frequentar piscinas de topless agora é regra 

midia-berlin

Ao contrário da Europa liberal, no Brasil a mulher que exibir os mamilos pode ser presa

Matéria da revista Veja, de autoria do repórter Duda Monteiro de Barros, mostra que uma nova lei da capital alemã libera às mulheres a prática do top-less (ficar sem camisa e sutiã) em todas as piscinas públicas da cidade. Na verdade, fato muito comum nas praias de todo o país e muitos outros países da Europa.

Enquanto isso, comenta a revista, no Brasil "o que se percebe é um padrão repetitivo que busca reprimir e controlar a exposição do corpo feminino, hipersexualizando-o sempre que possível”, segundo o  deputado federal Paulo Ramos (PDT-

Img.: Adam Berry/Getty Images 

berlin.jpg

AQUI, PODE - Manifestação em Berlim pelo direito ao topless: em nome da igualdade de gênero

RJ) que propõe uma alteração no Código Penal para descriminalizar de vez o topless.

 

Leia a matéria completa em: Em Berlim, a liberdade de frequentar piscinas de topless agora é regra | VEJA (abril.com.br)

(enviado em 10/04/23 via WhatsApp)

Vida ao natural: saiba quais as diferenças entre naturismo e nudismo

midia-vitoria

Matéria publicada no Portal Folha Vitória apresenta entrevista com Márcio Braga, um dos fundadores da praia naturista de Barra Seca, no Espírito Santo, e com Paula Silveira, presidente da Federação Brasileira de Naturismo, falando sobre as possíveis diferenças entre as expressões Naturismo, nudismo e naturalismo.

 

Veja a matéria completa em Folha Vitória

(enviado em 10/04/23 por Samuel Cunha via WhatsApp)

internac.gif

Primeiro evento naturista em Lima

natinternacional
nanuperu.jpg

(enviado em 12/04/23 via WhatsApp)

nud_socied.gif

Dia da Nudez no México

nu-sociedade
dia-al-desnudo.jpg

É uma manifestação pacífica, nua, a pé, cortando algumas avenidas importantes e terminando num ponto emblemático, de forma a normalizar a nudez. Foi convocado por Héctor Martínez em 2021 para ser realizado em 2022, e foi realizado pela primeira vez em julho de 2022. Este ano será realizado pela primeira vez na Cidade do México em 20 de maio e pela segunda vez em Guadalajara em 27 de maio. Na Cidade do México, terminará na Coluna da Independência; em Guadalajara, terminará na Plaza de la Liberación.

Colaborou Gerardo Cisneros

(enviado em 12/04/23 via WhatsApp)

esporte.gif

Légua nudista regressa em julho, em Portugal

A corrida realiza-se na Praia do Meco e os participantes não podem usar roupa
esporte

Por  Bruno Rodrigues
Fonte: O Jogo

Via Portal Os Naturistas

LN1.jpg

Img.: Nuno Pinto Fernandes

LN2.jpg

Depois de um hiato de três anos a singular corrida "Légua Nudista Internacional" vai regressar à Praia do Meco, em Sesimbra. O evento será realizado na manhã do dia 1 de julho, sábado, e contará com uma distância de cinco quilómetros para os graúdos e uma corrida de 500 metros para crianças. As distâncias podem ser percorridas a correr ou a caminhar nas areias da famosa praia legalizada para a prática de naturismo.

 

Como é hábito, os desinibidos participantes terão, por força de regulamento, de o fazer aligeirados de pudor e do vestuário. Os chapéus são umas das poucas exceções permitidas, como cantaria o malogrado Joe Cocker na sua sugestiva canção "You can leave our hat on", que numa tradução livre é algo do género "Podes deixar o chapéu".

Será a oitava edição de uma corrida que se iniciou em 2013 e terá a organização do ADN Eventos Desportivos e do clube "Lebres do Sado". As inscrições abriram no dia 1 de abril e sim, O JOGO confirmou que a coincidência com o Dia das Mentiras não passa disso mesmo: um acaso.

LN6.jpg
LN5.jpg

Légua Nudista regressa em julho para a praia do meco em Portugal

(enviado em 17/04/23 por Os Naturistas via Whatsapp)

opiniao.gif

Criança X Naturismo

opiniao

Por Nelmo Gomes

Arte: Colonel Lazuli

dia_das-criancas.jpg

Embora, pareçam ser duas palavras antagônicas, mas, na verdade, não são!
 

Crianças e Naturismo, são duas coisas harmoniosas que combinam e muitíssimo bem! Mesmo que muitos possam achar o contrário.

 

Não sei se o amigo naturista já percebeu, mas não há crianças em nosso meio. E se tem alguma, é uma raridade!

Mas, porque isso acontece? 

A resposta é uma só...
 

Porque crianças são acometidas como símbolos de pureza, a menina dos olhos de todos os papais e mamães, sendo eles naturistas ou não! 

Como se fossem pequenos anjos sem asas; cercadas de todo o carinho e proteção, (É claro, não poderia ser diferente!).

 

Mas, se é assim, porque os pais e mães naturistas, não levam os seus rebentos a ambientes, onde a nudez alheia é exposta com naturalidade e sem os pré-ângulos de uma visão vergonhosa ou preconceituosa?

 

Para muitos, assim como água e vinho, crianças e  Naturismo, não se misturam. Com a sensação de que todos os redutos naturistas, sejam um antro de perdição, onde tudo é pecado e promiscuidade. Os pais preferem deixar os filhos em casa e irem curtir, sozinhos, a tão proclamada nudez social.

 

Sempre com a ideia de estarem protegendo a inocência infantil, os pais, não querem que os filhos, os vejam e a outras pessoas peladas, e descubram diferentes formas de anatomia do Corpo Humano. Demonizando assim, a nudez como algo pecaminoso e proibido.
 

Ou seja, os pais, apesar de naturistas, por incrível que pareça, ainda carregam o preconceito de a nudez alheia possa prejudicar a sexualidade de seus pequenos rebentos. Além do pudor que sentem ao se despir diante de seus próprios filhos. Mas, ao mesmo tempo, não sentem vergonha de tirar a roupa, diante de uma pessoa desconhecida. (Vai entender...).

 

Mas que Bobagem!

 

A nudez, nunca foi e nunca será pecado ou uma vergonha! 

 

Contrariando Nelson Rodrigues, o anjo pornográfico, toda nudez nunca será castigada! A nudez é ato mais sublime de amor ao próprio e a você mesmo! Se foi assim que Deus nos fez... Se foi Assim que viemos ao mundo...  Porque então, temos que nos envergonhar disso? Já dizia um amigo meu: "A melhor coisa do mundo se faz pelado!" (Concordam?)

 

A nudez deve ser estimulada dentro do núcleo familiar, por todos os seus membros, através de banhos coletivos, almoçar e jantar com todos os membros da família pelados deve ser uma prática comum. Não há nada de mais em caminhar livremente pela casa, sem a preocupação em se cobrir com roupas ou se enrolar em uma toalha! Ninguém precisa sofrer nenhum tipo de censura, por causa disso! O que há de mal nisso, meu Deus?

 

Mas aí, você que está lendo essa matéria poderia me dizer: "Mas, estar nu dentro de casa, é uma coisa. Mas, criança pelada na frente de estranho, é outra coisa completamente diferente."

 

Sim, eu concordo com você. O fato da nudez infantil, em um campo nudista, sempre nos leva a ideia de PEDOFILIA. E eu, entendo perfeitamente a preocupação do leitor(a). Afinal, um pequeno descuido dos pais, pode causar consequências irreversíveis.

 

Para que isso não aconteça, é fundamental que os pais conversem antes com os filhos, sobre supostos pedófilos disfarçados de nudistas. Que os alerte sobre quaisquer elogios ou toques maliciosos que porventura possam haver em deferimento do atributos físicos da criança e que os induza a uma prática libidinosa. Elucide toda e qualquer dúvida da criança, evitando assim, posteriores constrangimentos. Mesmo que seja uma inocente brincadeira ou um toque casual de "conhecidos". Em uma criança, vestida ou não, isto sempre deverá ser evitado. Jamais permita que seus filhos aceitem presentes, balas e doces de estranhos e nunca permita que o seu filho acompanhe outro adulto, sem a supervisão de um membro da família. Jamais perca o seu filho de vista.

 

Uma criança, dentro de um rincão naturista, quebra paradigmas, propicia aos frequentadores a sensação de estarem dentro de um ambiente familiar. O respeito e as atitudes entre naturistas, se tornam muito mais respeitosas, muito mais verdadeiras, muito mais duradouras. Até os gritos e palavrões diminuem... Uma criança dentro de um rincão naturista, contagia e alegra a vida de todos! Despertar a criança adormecida dentro de você, e sem falar que o riso de uma criança acaba com qualquer tipo de stress. Quando o riso de uma criança corre solto por todo rincão, tudo se transforma! Não há nada melhor do que ver uma criança sorrindo...

 

E, Consequentemente, as brincadeiras saudáveis como um jogo de bola entre pais e filhos, um banho de piscina, pescaria ou uma trilha pela mata, sempre acompanhada dos seus responsáveis, ganham status de uma lembrança eterna.
 
Dito isso...

E levando para o lado mais comercial, uma criança, é uma criança em qualquer lugar, correto? Consumistas de primeira, e se for considerado os preços em baixa temporada, baseados em uma viagem com estadia de 7 noites para família com 2 adultos e 2 crianças. É claro que as compras não estão incluídas! Uma criança gasta em média R$ 55/dia*. (multiplique esse valor por 2 e terá um bom lucro). 

É por isso que proprietário de rincões naturistas devem investir, na criação de parques aquáticos, playgrounds, aventura radicais como tirolesas, muros de escalada, casa na árvore, lojas de Souvenir e muitas outras coisas que atraiam o público infantil ao "Mundo dos Pelados".

 

Como eu disse no início, Criança X Naturismo, combinam muitíssimo bem, sim! Deste que sejam todos tomados todos os cuidados necessários contra pedófilos, já citados.

 

Diante de qualquer tipo de atitude suspeita, intimidadora, constrangedora ou ameaçadora contra crianças e adolescentes. Disque 190 e denuncie! TODOS CONTRA A PEDOFILIA

 

*Fonte:www.criancaeconsumo.org.br

SALVE O NATURISMO BRASILEIRO! 🇧🇷

Nelmo José Gomes Divinópolis/MG

naturism-criancas.jpg

Img. Reprodução de TV

As crianças se divertem com aula de pintura corporal no Paraíso da Tartaruga. Cena extraída do vídeo produzido por Edson Medeiros, no início da década de 90, sem título e lançamento comercial.

(enviado em 1/04/23 por Nelmo Gomes)

Nota do Editor: As opiniões emitidas nesta seção não representam necessariamente a opinião do jornal OLHO NU e são de inteira responsabilidade de seu autor.

ecologo1.gif
bottom of page